sábado, 5 de dezembro de 2009

Sobre o amor que é verdadeiro.

Eu li a pouco que o verdadeiro amor sempre prevalece, posso concluir então que se este não prevalecer, é porque não é verdadeiro. Ou então, concluo que está frase é um verdadeiro clichê, como muitos outros que existem por ai.  Na verdade, não importa se é verdadeiro ou não. De fato algo só acontece, se for para acontecer... E na maioria das vezes, contrariando a frase, o que vejo, é esse amor verdadeiro não dando continuidade, ou seja, duas pessoas que se amam, e se amarão para sempre provavelmente não ficarão juntas até o final de suas vidas. Isso ocorre porque... bom, ainda não temos dados científicos para saber por qual motivo isso acontece. Mas creio que não ficar com a pessoa amada, seja mais bonito, e mais emocionante. Quando assistimos a um filme em que, existe um amor recíproco de um casal, e eles não ficam juntos no final, logo, nos emocionamos, choramos, e ficamos pensativos, nos questionando sobre vários assuntos que a vida nos traz, esses filmes, geralmente nos acordam pra vida, nos mostram que a realidade é esta mesmo, nem sempre tudo dará certo assim como queremos. Raramente ficamos com o amor de nossa vida para sempre.  Ouso dizer, que esses amores verdadeiros, não são para serem vividos para sempre, e sim para serem vividos intensamente, em um curto espaço de tempo, para que jamais sejam esquecidos, e para que tenhamos uma linda história de amor para contar para nossos netos.

11 comentários:

Luisa disse...

Mas ia ser tão legal se durasse pra sempre...

=/

Pobre esponja disse...

Sábias palavras, gata!
O engraçado é que fantasiamos uma coisa que acontece nas novelas sem cessar, mas na prática quase não se vê - o caso do amor eterno. Creio no amor, pode ser douradouro ou não, sendo que o "não" é a tendência - que seje eterno enquanto dure, né?

bjs
Pobre Esponja

AtReViDo disse...

Muito legal, queria aconselho vc ler AMOR de Carlos Drummond de Andrade, procure no google. Sucesso. Xoxo

Leandro Merlllin disse...

Adorei a colocação das ideias, perfeitos amores imperfeitos são sempre uma temática legal, e você soube dizer tudo isso muito bem (e eu concordo plenamente com tudo).

Beijos, adorei a postagem e voltarei aqui sempre!
;*

Anônimo disse...

O amor está cada dia mais raro, as pessoas buscam muito segundos interesses, mas há aqueles guerreiros que esperam até encontrar a pessoa que venha a ser seu amor, eu já encontrei meu amor e pretendo passara vida toda com ela.

BLOGdoRUBINHO
www.blogdorubinho.com.br
www.twitter.com/rubenscorreia

APRENDENDO COM OS ERROS disse...

cara que tuudo teu blog me indentifiquei muito

Leandro. disse...

histórias de amor sempre teremos, mas o amor verdadeiro nunca prevalece, realmente.

parabéns, belas palavras!

FabioZen disse...

Muito bom!Coerente e sensivel!Parabens mesmo.

O guru psicodélico!
http://oficinamissoes.blogspot.com/

FORGET-ME-NOT, disse...

Ai, eu não sei, tipo...acho que depende...se não deu certo de ficar junto pra sempre&forever, algum motivo tem. Às vezes não era pra ser, às vezes era clichê, às vezes depende da pessoa. Há pessoas que tem coragem de passar por tudo pra viver o amor. Outras que preferem desistir qd surgem problemas. É algo muito relativo. :/ A única certeza que eu tenho é de que tudo é perfeito, intencionado, e inquestionável. Ou seja, tá tudo certo, rs!

Wallis disse...

Incrivel.
você fez uma boa definição do Amor agora, o Amor é de fato uma coisa complicada, existe no coração de todos porém quase nunca da certo.
O Amor verdadeiro é bom e ruim ao mesmo tempo, é uma coisa tão intensa que vc não sabe definir...
vc senti ele, mas o sentimento forte de um amor verdadeiro não pode ser definido por palavras.

Talvez amor seja mesmo pra ser sonhado e não vivido.

Parabéns pelo texto Gra,,, Bjs

Anônimo disse...

Preciso contar a minha história...
Tenho 63 anos e com 15 conheci o amor da minha vida, o único homem que amei daquela forma. Não tenho formas para me expressar e dizer como era, só sei que eu sempre soube, era algo de outras vidas, intenso, único e também cheio de problemas. Depois de 3 anos de relacionamento, aos 20 anos de idade ele me deixou, não saberia explicar os motivos em poucas palavras, ele ainda me amava mas a ilusão da vida de solteiro foi maior. Muita coisa aconteceu, a vida nos separou pra valer, eu casei, tive filhos, e somente o amor que sinto pelos meus filhos conseguiu superar aquele sentimento. Dói, mas ameniza, a vida é assim mesmo, hoje ele já partiu para onde nos encontraremos um dia, me deixando uma carta que só me faz ter mais certeza de que nos encontraremos, pois mesmo após anos de separação ele ainda lembrava de fatos do nosso relacionamento e disse me amar! Minha história podia ser um filme, eu escrevo mais do que resumidamente aqui para dizer que quando é amor, não precisa estar junto, amor não quer posse, amor apenas se sente, a vida segue e tudo que for pra ser um dia será!